skip to Main Content

Em entrevista exclusiva, autor Dean Koontz fala sobre a obra mais polêmica de 2020

Escrito em 1981, o livro “Os olhos da Escuridão” se popularizou neste ano por apresentar um vírus altamente letal, chamado de Wuhan-400, que se espalha pelo mundo e mata milhares de pessoas

Os olhos da Escuridão Em uma entrevista exclusiva com o escritor norte-americano e best-seller, Dean Koontz, autor de Os olhos da Escuridão, obra publicada no Brasil com exclusividade pela Citadel Editora, Koontz revela sobre os aspectos que envolvem a narrativa do livro que vêm chamando a atenção de milhares de pessoas. Desde o início da atual pandemia da COVID-19, a sociedade se debruça em teorias sobre a origem da expansão desse novo vírus para conseguir respostas.

E, em meio a tantas informações, até mesmo algumas Fake News, o livro “Os olhos da Escuridão” ganhou uma enorme atenção da mídia internacional por apresentar uma suposta “previsão” da doença e fez sucesso entre os leitores de boa ficção. Em esclarecimento, o autor afirma que “nenhuma clarividência foi necessária! Só pesquisa.”

Confira abaixo a entrevista exclusiva na íntegra:

  • Como surgiu essa ideia de um vírus se espalhar por Wuhan, China, e como foi o processo de pesquisa desse romance?
    R: O vírus em “Os olhos da Escuridão” é o que Hitchcock chamou de um ‘MacGuffin’, o objeto que dá início a uma história, mas não é exatamente sobre o que a trama trata. Apesar da desinformação grotesca nas redes sociais, a obra não é sobre pandemias, e eu não previ 2020 como o ano em que aconteceria isso. Essa é uma história sobre um aparente sumiço de uma criança e a crescente convicção de uma mãe em luto de que ele não morreu, de que as autoridades mentiram para ela. Quando certas mensagens paranormais a levam a acreditar que o garoto está sendo mantido em algum lugar contra a vontade dele, ela se propõe a encontrá-lo – e se torna um alvo do governo. No livro, o vírus é uma arma biológica que foi acidentalmente liberada de maneira limitada, e para a qual uma vacina está sendo pesquisada por cientistas a serviço do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Quando eu estava procurando uma origem plausível para esse tipo de arma, minhas pesquisas me levaram aos laboratórios de biologia bélica na China. Naquela época, um deles ficava próximo a Wuhan. Sem dúvida ainda é. Por isso, coloquei a origem em Wuhan. Nenhuma clarividência foi necessária! Apenas pesquisa.
  • Muitas pessoas têm acreditado que seu romance é uma história verdadeira. Como você analisa esse cenário “pós-verdade”?
    R:  Eu só posso falar sobre a vida nos Estados Unidos, onde a mídia se tornou tão sensacionalista quanto antes, quando eram apenas tabloides como o National Inquirer. Ao longo das duas últimas décadas, parece que cada vez menos o que você vê nas notícias acaba sendo verdade, seja isso movido por questões como lucro (mais cliques) ou ideologia romântica. Nesse ambiente, as pessoas se apegam a outras fontes de “informação” porque não confiam mais na mídia que acreditam ter falhado com elas. Isso não é culpa do romancista.
  • Você esperava esse sucesso? Como escritor, o que você mudaria no seu romance depois de quase 40 anos?
    R: Eu colocaria Os Olhos da Escuridão entre os meus romances menos interessantes. Uma história divertida e cheia de suspense, mas nada além disso.  Ele foi publicado pela primeira vez sob um pseudônimo quando eu ainda era jovem e lutava para construir uma carreira. Antes de toda essa loucura na internet, o livro vendeu cerca de 4 milhões de cópias em todo o mundo e foi traduzido para 30 idiomas, por tanto foi um sucesso. A nova vida que a pandemia do mundo real trouxe é interessante, mas na minha idade, ela não vai mudar a minha vida! Eu nunca mais mudaria nada de um romance antigo. O que eu escrevi desse livro em diante é muito mais ambicioso e complexo, vale mais a pena. O caminho que meu trabalho seguiu nos últimos 40 anos é mais emocionante para mim do que o que naquela época.

 Quer saber mais sobre Os olhos da Escuridão? Assista ao booktrailer, clique na imagem abaixo:

Ficha Técnica
Título: Os olhos da Escuridão
Título original: The Eyes of Darkness
Autor: Dean Koontz
Editora: Citadel
Edição: 1ª edição: Abril 2020
Páginas: 272 páginas
ISBN: 978-65-5047-038-8 (físico) / 978-65-5047-039-5 (e-book)
Preço: R$ 44,90 (físico) / R$ 31,90(e-book)
Onde comprar: Amazon; SaraivaLivraria Cultura
Clique aqui para ler o release completo do livro!

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *